serviços galerias parcerias

 


FLEBOLOGIA

VARIZES

ÚLCERAS VARICOSAS

MICROFLEBECTOMIA AMBULATÓRIA

ESCLEROSE DE VARIZES

CIRURGIA VASCULAR CONVENCIONAL

LASER VASCULAR

TERAPÊUTICA FOTODINÂMICA DE VARIZES

PRESSOTERAPIA VENO-LINFÁTICA INTERMITENTE  

BOTA DE UNNA


MEDICINA ESTÉTICA


PREENCHIMENTO DE RUGAS E SULCOS

TRATAMENTO DE MANCHAS HIPERCRÓMICAS

BOTOX PARA O ENVELHECIMENTO FACIAL

AUMENTO DE VOLUME DE LÁBIOS

TRATAMENTO DA COUPEROSE COM LASER

BOTOX PARA HIPERHIDROSE AXILAR

DEPILAÇÃO MÉDICA COM LASER

MESOTERAPIA PARA CELULITE


NUTRIÇÃO CLÍNICA
E OBESIDADE


NUTRIÇÃO CLINICA

OBESIDADE




SABER MAIS / ESCLEROSE DE VARIZES - "SECAGEM"

 



 
 

Popularmente em Portugal é conhecida por “ secagem de varizes ”. Neste tratamento o Médico injecta uma substância no interior de varizes de pequena grossura, usando uma agulha muito fina. Essa substância actua no interior da variz produzindo uma mínima reacção inflamatória no revestimento interno da variz (que assim vai ser desvitalizada), e promove a formação de um fino coágulo sanguíneo, que fica firmemente aderente à parede da veia. Toda a estrutura varicosa irá sendo progressivamente absorvida, desaparecendo num período de 2 a 5 meses, dependendo do seu calibre. Certas veias podem exigir uma repetição do tratamento por escleroterapia. Este tratamento é eficaz se correctamente realizado. Não exige anestesia, e pode ser efectuado no consultório médico.
O fármaco injectado pode ser aplicado com as mais recentes técnicas de “espuma”, mais fina (método do Prof. Dr. Mario Degni), ou mais densa (método do Dr. Lorenzo Tessari) o que comprovadamente aumenta o efeito no contacto com a parede da variz, proporcionando maior eficácia além de que, com menor dose de fármaco, se consegue tratar maior quantidade de varizes em cada sessão. O arrefecimento desta espuma até uma temperatura de -40ºC constitui a crioesclerose, método seguido por alguns flebologistas, que lhe atribuiem maior eficácia.

Esclerose de varizes - espuma densa Espressão de coágulo - redução de risco de posterior pigmentação
Esclerose de varizes - espuma densa - técnica de Lorenzo Tessari
Espressão de coágulo - redução de risco de posterior pigmentação


Esta opção de tratamento de varizes apresenta várias contra-indicações, bem como alguns pequenos riscos de efeitos secundários.
Está contra-indicada em varizes de grosso calibre (grau III e IV), em varizes de perfurantes insuficientes, e nos segmentos varicosos das veias safenas. Também em doentes que estejam medicados com anticoagulantes, ou que apresentem diabetes não controlada, não devem ser realizadas as injecções esclerosantes de varizes.
A realização desta técnica apresenta como efeito secundário mais grave a possibilidade de originar uma lesão de “úlcera” na pele, que é causada por uma injecção do esclerosante fora da variz. Da mesma forma que a variz seria “desvitalizada” pelo medicamento, também outras células extra-venosas sofreriam o mesmo tipo de dano, originando a úlcera cutânea. Esta pode necessitar de 2 a 4 meses para completa cicatrização. No entanto, esta complicação é muito rara nas mãos de flebologistas e cirurgiões vasculares mais experientes. Segundo dados estatísticos, em cada 2 mil sessões realizadas por médicos muito experientes poderá surgir uma pequena úlcera pós-escleroterapia.
Outros efeitos secundários possíveis nesta técnica são o risco de alguma pigmentação de tom acastanhado, e o de flebite pós-esclerose. Ambos se previnem com o recurso, em primeiro lugar, à correcta escolhas das varizes que podem ser tratadas desta forma, ao uso imediato de alguma forma de compressão elástica (ligaduras, meias), e à limitação de esforços na semana seguinte.
No Instituto Ibérico de Medicina Estética sempre avaliamos a evolução de um tratamento nos 7 dias que se lhe seguem, pois quando observamos a presença de algum segmento de trombo sanguíneo (que poderia originar pigmentação localizada), fazemos a sua imediata extração, sem originar qualquer cicatriz ou mancha residual definitiva na pele.

Veja os nosso resultados em galeria de flebologia

 

 



INSTITUTO IBÉRICO DE MEDICINA ESTÉTICA | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
WEB SITE POR: IMAGEM-GLOBAL